Produtos de limpeza: o vilão pode se tornar mocinho.

Produtos de limpeza, setor em que o Brasil possui o quarto maior mercado. E pequenos produtores nesse ramo vem crescendo a cada dia. Com o crescimento desse empreendimento há a promoção da  sustentabilidade social e ambiental,pois esses produtos possuem preços mais acessíveis.

Porém, um ponto negativo relacionado aos produtos de limpeza é a relação com os problemas ambientais que podem ser causados. Isso se dá devido suas formulações e misturas inadequadas que podem agredir tanto a natureza quanto à saúde do homem.

As espumas geradas por tais produtos causam efeitos colaterais na natureza e nos animais. Os produtos químicos presentes podem causar alergias e doenças nos seres vivos.

Tendo em vista os problemas ambientais gerados pelos produtos de limpeza a ABIPLA (Associação Brasileira das Industriais de Produtos de Limpeza e Afins) criou o  Movimento limpeza consciente.

Esse é um projeto criado entre o governo e o setor privado que define um planejamento para o consumo sustentáveis e produção de produtos de limpeza.

Como está mercado para pequenos produtores ?

Atualmente o mercado de produtos de limpeza caseiro vem crescendo. Pois esse mercado, é facilmente encontrado, sendo um gerador de renda , e para a fabricação destes são reutilizados produtos domésticos sendo assim economicamente mais viáveis.

Por serem produtos inofensivos à natureza e às pessoas, essas pequenas produções têm sido vistas com bons olhos pela sociedade e pelo mercado consumidor.

Ainda por serem pequenos produtores prezam pela qualidade para conquistar novos clientes, o que possibilita o reconhecimento em seu local de venda.

Além disso, com o avanço das informações e com a comunicação entre os fabricantes, há trocas formulações dos produtos. Tudo isso com a finalidade de ajudar instituições carentes, o que alavanca ainda mais o marketing destes produtos.

Muitos produtores concentram suas vendas em locais com populações menos favorecidas. Pois, seus produtos têm maior rentabilidade e menor preço, assim adquirindo renda e aumentando seus negócios.

Da mesma maneira impulsionam o reciclo de garrafas ao reutilizarem em suas vendas, retirando da natureza e reaproveitando-as.

Ademais contribuem para a sustentabilidade, para a manutenção do ecossistema e menor agressão aos rios, lagos e oceanos, diminuindo o impacto ambiental.

Com a sustentabilidade ambiental e social conseguido pelos pequenos produtores. Eles tem como objetivo alcançar os projetos em grandes e medias industrias de produtos de limpeza podendo assim fortalecer o seu mercado e produto.

A limpeza que fere o meio ambiente e os usuários

Entender quais são os produtos químicos utilizados para a fabricação dos produtos de limpeza é importantíssimo. Pois eles possuem algumas substâncias denominadas tensoativas que tem o poder de diminuir a tensão formada entre dois líquidos, assim, como por exemplo a água e o óleo poderão se misturar.

Como também  possuem quelantes, corantes, conservantes entre outros produtos que podem causar alergias e doenças além de consumirem quantidades imensuráveis de água para serem produzidos.

Na natureza a espuma causada pelos tensoativos impede a oxigenação da água e a incidência de raios solares em rios, lagos e mares. Assim ocasionando a morte da fauna marinha, impedindo a fotossíntese de algas que contribui diretamente para o aquecimento global.

Aves aquáticas sofrem perda da oleosidade em suas penas devido a produtos tensoativos, o que pode causar o afogamento das mesmas. Produtos de limpeza podem causar também dermatites e atopia em animais, tanto silvestres quanto domésticos.

Em relação a saúde humana os produtos de limpeza vem com avisos como “não ingerir” e “evite inalação”, estes produtos estão cheios de contaminantes químicos e são prejudiciais a saúde.

Atualmente compra-se facilmente um produto forte que facilita a limpeza, economiza tempo mas agride diretamente a saúde. Outro ponto é que o “cheiro de limpeza” mascara a emanação química.

Em empresas, a pessoa responsável pela limpeza do ambiente tem a recomendação do uso de EPI’s (equipamentos de proteção individual) como: luvas de borracha, óculos protetores e máscaras dependendo do produto utilizado.

O movimento limpeza consciente

O mercado para os pequenos fabricantes de produtos de limpeza caseiros tem crescido muito. Devido ao fato de que, não são utilizados uma grande variedade de produtos químicos em sua fabricação. Com isso diminui a agressão a saúde humana e ao meio ambiente. Dessa forma, esse movimento surgiu para capacitar esses produtores, e são estruturado em quatro pilares:

  1. Regularização das empresas;

O movimento busca levar informações e regras aos pequenos fabricantes em prol da formalização, desenvolvimento destas pequenas empresas e introdução as boas práticas de fabricação.

  1. Descarte de embalagens pós consumo;

Os descartes de embalagens é um problema mundial. Nesse movimento foi implantada a conscientização, geração de renda, aumento e melhoria da coleta seletiva e o uso de embalagens recicladas.

  1. Uso correto dos produtos de limpeza;

Este pilar tem como objetivo informar a forma correta de utilizar os produtos de limpeza, diminuindo riscos à saúde e os gastos.

  1. Concentração dos produtos de limpeza.

Produtos concentrados e com novas formulações diminuem a quantidade de produtos químicos na sua fabricação. Assim como também diminuem o uso de embalagens, o consumo de água e energia,diminuindo consequentemente o impacto ambiental.

 

Algumas dicas para os pequenos empresários

 – Utilizar tensoativos biodegradáveis na formulação eleva o  Marketing verde de sua empresa;

Reuso de água, evita o desperdício fazendo sua empresa mais ecológica como diminui gastos;

– Uso de equipamentos com dispositivos redutores de consumo;

– Use equipamentos com redução no consumo de energia;

– Faça tratamento de seus resíduos;

– Esteja sempre de acordo com as leis de fabricação de produtos de limpeza;

Entre outras dicas de otimização de processos que visam aumentar a produtividade e diminuir os riscos de multas ambientais.

ConsultEQ é uma empresa júnior do curso de Engenharia Química da Universidade Federal de Uberlândia. Realizamos serviços de consultoria de alta qualidade nas áreas de: Segurança Industrial, Gestão Ambiental, Processos Industriais e Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I).

E também Realizamos consultoria nas áreas de Tratamento de Efluentes, Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, Reuso\Aproveitamento de Água. Assim como também Treinamento e Capacitações para uso de EPIs e EPCs, Otimização de Processos, Desenvolvimento de Produtos.

Contamos com preços acessíveis e com uma equipe especializada em propor soluções inovadoras. Tudo isso com o auxílio de professores doutores e especializados.

Escrito por Matheus C.

 

Call to action